Alcácer do Sal

22:50

Parece que nos últimos tempos só vos tenho sabido falar daquilo que é, actualmente, o maior e mais grave problema do nosso país. Mas não há como não o fazer. É um problema que não é de hoje, nem de ontem, é um problema que já colecciona vários anos e que ameaça e compromete profundamente o futuro. Ignorar este problema, calá-lo e silenciá-lo é colaborar com quem o provocou, é ser cúmplice deste abandono. Falo-vos de Alcácer do Sal, uma das mais antigas cidades da Europa, fundada antes do ano 1000 a.C e conquistada por D. Afonso Henriques em 1158. Infelizmente, é mais um triste caso que deveria acordar Portugal para a realidade. 

Conheço Alcácer do Sal desde pequenina. Já lá vai mais de uma mão cheia de férias de Verão aqui passadas, são só boas recordações, sempre tanto sol, muito calor, tantos momentos felizes e sempre tão bem vividos. Foram assim estes meus dias e não podiam ter sido de outra forma porque agarram-me estas ruas, este pôr-do-sol que se põe ao fundo no rio, os passeios pela marginal, esta lentidão alentejana que se arrasta e que contagia. Que férias boas!

Mas quem te abandonou? Quem te deixou assim perdida oh cidade? A mesma cidade de há muitos anos está hoje cada vez mais degradada, descuidada, uma cidade escondida e adormecida que parou no tempo, que não evoluiu. O estado das casas e dos edifícios são a evidência deste abandono profundo. Sim, através das fotografias conseguem ver como é que está grande parte da cidade, como se abandonam e desperdiçam tesouros... Dêem-lhe vida, dêem-lhe chão, dêem-lhe ar novo para respirar!  









You Might Also Like

0 comentários

Subscribe