Torre de Moncorvo

11:35

As pessoas claro, mais uma vez as pessoas. São sempre o que me põe a viajar, ou porque as encontro por acaso, ou porque as saudades apertam, ou porque as levo comigo. Torre de Moncorvo é um exemplo vivo disso. Sempre que me lembro desta terra maravilhosa penso nas pessoas - ainda mais maravilhosas - que não esqueço, que me acolhem, que me dão o que de melhor têm, que me recebem com mil abraços. Hei-de sempre voltar, hei-de sempre querer ser também um pedaço desta terra. Falo-vos da D. Fátima, da D. Sofia, da D. Beatriz e do Sr. Henrique. Não me acanho em colocar aqui o nome de cada um, que todos fiquem a saber quem são pelo bem imenso que fazem, pela entrega à terra e às pessoas. 

Deixo-vos algumas fotografias que fui tirando quando andava a passear pela vila. Gosto de tudo, gostava ainda mais se a visse cheia de curiosos, todos atrás de uma boa posta, de olhos no casario, na paisagem que se estende, nas amendoeiras em flor, os bolsos cheios de amêndoa coberta, que este passeio não termine, que haja tempo para subir à torre da igreja, que se conheça a história, que se escreva e partilhe a vila que em 1285 foi promovida a sede do concelho por D. Dinis. Já aí se previa uma vila grande, cheia e importante. Se as pessoas se esquecem hoje disso é porque a história pouco lhes ensinou, então é porque realmente Portugal se esqueceu de onde veio, de quem é e de onde partem as raízes. Continuo a querer mostrar um Portugal grande, um Portugal talvez esquecido para alguns, mas cheio de vida para tantos. 

Para quem vem a Moncorvo e quer almoçar ou jantar: recomendo o restaurante As Piscinas, fica a poucos minutos do centro da vila, mesmo nas Piscinas Municipais. Venham, venham!!












You Might Also Like

0 comentários

Subscribe