Duas Teresas a bordo

12:05

Nos meus passeios pelas carruagens encontrei alguém com o mesmo nome que eu. Teresa. Agora, duas Teresas. Tem 83 anos, é de S. João da Pesqueira e está encantada com este fantástico passeio pelo Douro no Comboio Histórico. 

O nome, claro, deu pano para mangas de conversas e de risos. "Que nome bonito, menina! Também me pertence" começou. E entre as frases que dizia e ouvia, cantarolava músicas, lia orações, chamava pela Santa Terezinha que se guarda no céu. E que bom que é um encontro assim. Uma Teresa como eu. E como gosto, agora, ainda mais do meu nome. Por ser meu, por não ser só meu.

São momentos assim que enchem todas as viagens, todos os passeios, a linha que une a Régua ao Tua, pelo Douro fora a rasgar o rio e os vales. Mostrou-me que são os encontros despropositados que me fazem vir para rua, caminhar por aí, escrever até mais não e dar-me, assim, tão livremente, aos lugares por onde passo e onde, também, deixo um pouco de mim.



You Might Also Like

0 comentários

Subscribe