Carminho

14:18

Foi na noite de ontem, no Coliseu do Porto, que a Carminho nos deu a conhecer o seu "Canto". É através do seu Fado que a Carminho nos lê histórias, nos apresenta pessoas, nos conta uma vida que é tão sua como nossa.  


"O Fado está enraizado em mim." começou por dizer. "É a linguagem em que cresci, é a minha forma de expressão" acrescentou. Para a Carminho, mais que uma música, o Fado é a sua maneira de estar, de viver, de se entregar. É a sua forma de abrir os braços a este mundo, este mundo que a quer por perto, bem perto, este mundo de histórias e de gentes cantado por si. 

Um concerto que fica na memória dos que sabem ouvir, dos que guardam no silêncio os segredos e os mistérios que o Fado partilha. Talvez seja o que sonhamos, talvez uma carta de amor por ler ou por entregar. Talvez seja a vida numa música ou só uma música numa vida. Talvez um encontro algures perdido, uma certeza incerta de um dia por chegar, talvez a espera dos que esperam por viver. Talvez o Fado seja só a réstia de nada a que vulgarmente chamamos Vida.




You Might Also Like

0 comentários

Subscribe