D.Júlia

23:39

"Oh menina, agora só saio daqui quando for para o cemitério!" disse-me.

A Ribeira está-lhe no sangue. No sangue mesmo. Não há que enganar. "Encantadora e misteriosa é a Ribeira do Porto", foi o que me confessou a D. Júlia, quando nos cruzámos à porta de sua casa. Para variar um pouco, peguei no bloco e na caneta e a conversa estava, oficialmente, declarada. 

É aqui, na rua da Reboleira, que nasceu, que cresceu e que, ainda hoje, vive. Para si, a Ribeira é o coração da cidade e do país. "Oh menina, mas há algo mais bonito que isto? Ora, pense lá bem!" Na verdade, sempre ouvi dizer que contra factos não há argumentos. 




You Might Also Like

0 comentários

Subscribe